quarta-feira, 5 de junho de 2013

Cade aprova aquisição de hospitais do DF pela Rede d'Or,

A d'Or deve optar por adquirir o Hospital Santa Lúcia, ou vender o Hospital Santa Luzia e o Hospital do Coração


O Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) aprovou com restrições a aquisição, pela Rede d’Or, de parte da Medgrupo, que coordena cinco hospitais no Distrito Federal. Para isso, no entanto, a empresa terá que ou alienar o Santa Lúcia, que estava nos planos originais de aquisição, ou abrir mão do Santa Luzia e Hospital do Coração. O relatório do conselheiro Ricardo Ruiz foi aprovado por unanimidade em reunião nesta quarta-feira (05/06).

Com a aquisição, a rede controlaria os hospitais Santa Helena, Prontonorte, Maria Auxiliadora, Renascer e Santa Lúcia. O relator entendeu, após analisar levantamentos da área, que a empresa não poderia manter o controle simultâneo dos hospitais Santa Lúcia e Santa Luzia, por se tratarem dos dois maiores empreendimentos do setor em faturamento e em quantidade de leitos, especialidades e equipamentos do DF. “Há uma descontinuidade geral dos outros hospitais em relação a esses dois. Não há duvida que eles ocupam posição de destaque e tem forte proximidade concorrencial, além de física. São rivais efetivos”, afirmou Ruiz.

Além disso, o relatório determina também que a Rede d’Or deverá manter nível de emprego pelo prazo de seis meses após a aquisição. A adquirente também deverá comprovar investimentos futuros perante o Cade, além de ter que se adaptar à nova lei de defesa da concorrência, que entrou em vigor há um ano. Como o processo começou a ser julgado pela autarquia em junho do ano passado, ainda obedecia as normas anteriores.

Nenhum comentário:

Postar um comentário