terça-feira, 4 de junho de 2013

Integrantes do Conselho de Juventude do DF são empossados


Representantes da sociedade civil participarão das ações de governo e contribuirão para as melhorias das políticas públicas voltadas ao público jovem

Os 14 integrantes do primeiro Conselho de Juventude do Distrito Federal (Conjuve-DF), que representarão a sociedade civil nas políticas públicas destinadas aos jovens, foram empossados hoje no Palácio do Buriti.
"A criação do conselho é uma demanda histórica da comunidade e será um espaço de participação, protagonismo e debate, para incluí-los (os jovens) nas ações de governo voltadas à juventude do DF", afirmou o governador Agnelo Queiroz, que entregou certificados a cada um dos conselheiros.
O Conjuve-DF é um órgão colegiado, criado pela Lei 5.020/2013 para aproximar os jovens das ações do GDF nas áreas relativas às pessoas entre 15 e 29 anos, e é formado por 14 integrantes da sociedade civil, mais seis suplentes, além de 11 secretarias do GDF.
"Fazer essa opção de o jovem dialogar diretamente com o governo mostra com clareza que o GDF vê neles um potencial criativo, social e econômico para fortalecer as políticas públicas", elogiou o representante da Secretaria Nacional de Juventude da Presidência da República, Rodrigo Amaral.
Cada um dos integrantes do conselho - eleitos por mais de mil jovens entre 124 candidatos -, possui uma cadeira temática nas áreas em que serão responsáveis, como direitos humanos, minorias, cidadania e inclusão social, cultura, esporte e lazer.
Para Adriano Antonino, 19 anos, que cumpre medida socioeducativa na Unidade de Internação de Planaltina, ser escolhido como conselheiro e representante dos adolescentes em conflito com a lei foi uma surpresa: "Só quem viveu essas experiências sabe como é, e espero ajudá-los a superar", comentou.
O secretário de Governo, Gustavo Ponce de Leon, lembrou que a participação da juventude é determinante para auxiliar nas políticas públicas: "Queremos o jovem do lado de dentro do governo, em todos os espaços públicos e políticos, ajudando a construir soluções para o DF".
INICIATIVAS – Entre as demais ações realizadas pelo GDF para atender a juventude do Distrito Federal, Agnelo Queiroz destacou o lançamento, em abril, do programa Jovem Candango, que oferece oportunidades de emprego, como aprendiz, em empresas públicas do governo.
"O programa assegura todos os direitos trabalhistas, como carteira de trabalho assinada, férias, 13º salário e FGTS. O objetivo é incentivar não apenas o setor público, mas a área privada a também fazer o mesmo", ressaltou o governador.
Além disso, Brasília foi escolhida como a Capital Ibero-Americana da Juventude 2013 pela Organização Ibero-Americana da Juventude, em reconhecimento às políticas da atual gestão para fortalecer os programas voltados para esse público nas áreas social, cultural, econômica e científica.

Nenhum comentário:

Postar um comentário