terça-feira, 24 de setembro de 2013

Bombeiros, Detran e PM participam de simulação de incêndio em shopping

O Corpo de Bombeiros encaminhou viaturas de salvamento, de combate a incêndio e de emergência pré-hospitalar


 (Gustavo Moreno/CB/DA Press)

Quem passou pela plataforma superior da Rodoviária do Plano Piloto na manhã desta terça-feira (24/9) se assustou com o alerta de incêndio do Conjunto Nacional. No entanto, se tratava apenas de uma simulação.

De acordo com o shopping, a operação começou por volta das 9h. O cenário do incêndio é na praça de alimentação. Também foi simulado foco de chamas na cobertura do prédio.

Um alarme de incêndio foi soado e a brigada do próprio shopping deu apoio a 15 vítimas caracterizadas com ferimentos. Depois, o atendimento foi realizado pelo Corpo de Bombeiros. A corporação encaminhou viaturas de salvamento, de combate a incêndio e de emergência pré-hospitalar. Ao todo, quatro a cinco carros foram acionados.

A Polícia Militar e o Departamento de Trânsito do Distrito Federal também participaram da operação. O Conjunto Nacional informou que realiza a simulação pelo menos uma vez por ano.

Incêndio no Top Mall

Em agosto, o shopping Top Mall, em Taguatinga Norte, foi atingido por um incêndio. O incidente ocorreu antes do expediente e não havia ninguém no prédio. Cerca de 140 bombeiros trabalharam para controlar as chamas. No mesmo dia, a Defesa Civil interditou por tempo indeterminado o Top Mall.

segunda-feira, 16 de setembro de 2013

Detran-DF fará leilão público, em outubro, com veículos apreendidos

Proprietários dos veículos que estão em posse do departamento têm até o dia 11 de outubro para retirarem os bens

O Departamento de Trânsito do Distrito Federal (Detran-DF), realizará um leilão público de veículos nos dias 14 e 15 de outubro no ginásio Serejinho em Taguatinga.
Os automóveis relacionados no Diário Oficial do Distrito Federal nº190, publicado na seção 03 da última quinta-feira (12/9), serão leiloados caso não sejam regularizados até o dia 11 de outubro. 
 Ao todo, 1319 veículos entre motos e carros, distribuídos em 366 lotes de sucatas e não sucatas, correm risco de serem leiloados. Os lances mínimos variam entre R$ 100 e R$ 6,5 mil. 
Nos dias 7 a 11 de outubro os bens que vão a leilão poderão ser visitados por interessados no posto da Polícia Rodoviária Federal de Formosa (GO), no Depósito de Veículos Apreendidos I na 906 Norte, próximo ao autódromo, e no pátio da Empresa de Transporte Coletivo de Brasília na SGON Quadra 06 Bloco G. O catálogo com os veículos será disponibilizado no site do Detran-DF a partir do dia 7 de outubro.

Messias de Souza fala sobre a integração copa parque da cidade

VF Messias de Souza 1

Em entrevista exclusiva ao nosso portal, o administrador de Brasília, Messias de Souza, destaca a importância do Estádio Mané Garrincha no processo de revitalização do patrimônio arquitetônico de Brasília, com obras como a criação de um grande centro esportivo na região central da cidade, com a integração do Mané Garrincha ao Parque da Cidade. Também ressalta a geração de emprego e renda e a inclusão da capital no cenário dos eventos internacionais como benefícios diretos do estádio para a cidade

Quando se entra na sala de reunião da Administração Regional de Brasília é impossível não notar uma grande foto aérea da área central da capital federal. Não se sabe a data em que foi tirada. Mas chama a atenção um ponto às margens do Eixo Monumental: o antigo estádio de futebol Mané Garrincha. O administrador Messias de Souza se apressa em dizer que espera uma oportunidade de fazer uma imagem nova, atualizada, com a monumental arena multiuso reinaugurada. 

“Quero colocar as duas imagens e permitir que as pessoas comparem o antes e o depois”, explica. No comando da administração desde 1º de janeiro de 2011, Messias não tem dúvidas ao ressaltar que o novo Estádio Nacional Mané Garrincha “é uma âncora no processo de revitalização do patrimônio arquitetônico de Brasília.” E destaca que a integração do complexo esportivo capitaneado pelo estádio com o Parque da Cidade vai mudar de forma significativa a maneira de o brasiliense se relacionar com a área central do Plano Piloto. Acompanhe a entrevista exclusiva ao portal.

Vamos começar falando sobre como o estádio agrega valor urbanístico à cidade, que é Patrimônio Mundial da Humanidade...

Acho que o estádio vem complementar a nossa escala arquitetônica monumental. Ele tem todas as características monumentais e é, realmente, um novo ícone da cidade. Está situado no Eixo Monumental e cumpre o papel de ser um espaço que a cidade carecia para receber grandes eventos, esportivos e culturais, e nesse curto espaço de funcionamento já mostrou a sua capacidade. O estádio é a grande oportunidade para grandes eventos, um espaço que não tínhamos.

A participação de Brasília como cidade-sede da Copa está indo muito além da construção do estádio. O senhor pode falar um pouco sobre a importância dessas obras?

Brasília inteira está sendo recuperada, desde o mobiliário urbano até a sua infraestrutura. O projeto Asfalto Novo, por exemplo, é fundamental para a vida da cidade. E é claro que todos os grandes eventos que estão previstos, inclusive a Copa do Mundo, exigem que a cidade se prepare para receber os visitantes, além da população residente. É um legado muito importante. Por isso, a revitalização de toda a área central é uma obra que vai muito além da Copa, beneficiando todos os moradores do Distrito Federal. Teve gente que disse que o estádio seria um elefante branco. E o dia a dia está mostrando justamente o contrário. O estádio está se revelando o grande ponto de atração de eventos, de viabilização de negócios, de empregos, gerando oportunidades à juventude. E é para isso que a cidade precisa se preparar. Por isso estamos investindo na revitalização da área central, do Setor Hoteleiro, de toda a escala arquitetônica monumental, inclusive bucólica, porque com isto nós asseguramos as características fundamentais da cidade, que são o verde, os jardins, a linha do horizonte, tudo isso combinado dão ao ambiente uma modernidade que caracteriza a arquitetura da cidade. O estádio é tudo isso e orgulha a todos os brasileiros.

VF Messias de Souza 3

A preparação para a Copa traz benefícios para a cidade?

Exatamente. Toda a infraestrutura que está sendo construída e aprimorada ou ampliada, no momento, é para melhorar a qualidade de vida dos moradores, para todos que passam por aqui e trabalham aqui. O legado já se demonstra importante e visível, e o estádio nessa sua preparação para a Copa, como arena multiuso, nos permite sonhar com uma agenda permanente de eventos esportivos e culturais. Então, como diz o governador Agnelo Queiroz, o Mané Garrincha é muito além de um estádio de futebol, ou, é também um estádio de futebol.

De todas essas obras de revitalização, qual o senhor considera mais importante?

Do ponto de vista urbanístico, o estádio ainda precisa de obras complementares. Principalmente em seu entorno, que garantam maior acessibilidade e segurança. Mas eu destaco a passagem subterrânea que será construída entre o estádio, passando pelo Centro de Convenções, ligando ao Parque da Cidade. É uma obra fundamental, para integrar o parque, que é uma joia no coração da nossa cidade, a todo o complexo esportivo que engloba, além do estádio, o Nilson Nelson, o parque aquático e o autódromo. Todo aquele ambiente esportivo na área central precisa de integração física, urbanística de calçadas, passagens, jardins, iluminação, obras que já estão em curso e que, quando concluídas, vão resultar em uma região totalmente recuperada e com excelente qualidade de serviços.

Como esse conjunto de melhorias coloca Brasília no calendário dos grandes eventos?

A cidade está em outro ritmo. Esse processo de revitalização passa por outros equipamentos da cidade também, inclusive aproveitando essa efervescência cultural de grandes eventos proporcionada pelo estádio. Estamos elevando o padrão de recepção, colocando Brasília num lugar de destaque, não apenas como destino cívico, mas também como centro cultural. Agora mesmo foi reinaugurado o Cine Brasília; espaços que estavam abandonados foram restaurados, como a Concha Acústica e o Museu de Arte de Brasília. O Teatro Nacional também vai ser reformado. De tal forma que a cidade vai, aos poucos, sendo pressionada por essa agenda de eventos em torno do estádio, que, consequentemente, dá amplitude e dimensão a todos os seus equipamentos culturais e esportivos. Pois quem vem para esses eventos esportivos, quer também opções culturais, quer sair à noite, ir a restaurantes, exposições, espaços de lazer.

O senhor pode nos adiantar o que será feito em termos de iluminação pública nas áreas de acesso ao estádio?

A cidade precisa recuperar a sua iluminação pública. Na área mais central, nas grandes vias de acesso ao Plano Piloto, está em curso um grande projeto de iluminação, e no caso do Eixo Monumental queremos garantir, além da intensidade, uma iluminação que ressalte as formas arquitetônicas dos monumentos. É uma iluminação especial, de LED, com um ganho estético extraordinário, destacando a monumentalidade. E o estádio faz parte disso. Estamos fechando um pacote que inclui iluminação nos setores hoteleiros e em quadras do Plano Piloto. Algumas já estão em curso, outras licitadas pela CEB, outras em fase de orçamento e algumas empenhadas. É um esforço de todos os órgãos.

É verdade que a arena já faz parte dos roteiros turísticos da cidade?

É sim. Nós temos percebido que os turistas que gostam de fazer o roteiro cívico clássico pela Esplanada dos Ministérios já integram o estádio na sua agenda de visitas, principalmente os que são aficionados por futebol. Fazem questão de visitar e tirar fotos em frente ao estádio.

quinta-feira, 12 de setembro de 2013

Erro em licitação faz pacientes ficarem sem tratamento contra o câncer

Pelo menos um dos doentes precisa tomar o comprimido até amanhã


Não bastasse o drama causado pelo diagnóstico do câncer, aqueles que dependem da medicação da Secretaria de Saúde do DF têm uma preocupação extra. Alguns itens para o tratamento da doença estão com estoque zerado há pelo menos um mês. Um erro em uma licitação causou o problema. Pacientes estão apreensivos com a ausência dos medicamentos nas farmácias da rede. A Secretaria de Saúde admite a falta de alguns itens, mas prevê a normalização da situação em até dois dias.

Os missionários católicos Régis Vieira Silva, 33 anos, e Sâmia Kênia Alencar Dantas, 32 anos, receberam a notícia há dois meses. Régis tem leucemia mieloide aguda m3. A neoplasia é o resultado de uma alteração genética adquirida no DNA de células em desenvolvimento na medula óssea. Ele começou o tratamento no Hospital de Base do Distrito Federal (HBDF). Lá, Regis ficou internado por 60 dias, período em que não teve problemas para tomar o medicamento receitado.

Antes mesmo de receber alta, o casal soube do falta do tretinoína, o fármaco indicado para o tratamento de Régis. “A informação que chegou até nós é que, para quem estava internado não havia falta. Mas quem não estava no hospital e deveria procurar a farmácia do Hospital de Base, não teria sucesso”, contou. Com base nisso, há um mês eles entraram com uma ação no Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT) e na Defensoria Pública do DF. Duas semanas depois, ele recebeu alta.

O remédio deve ser administrado com intervalos de 15 dias, o que deu um tempo a mais aos dois. Régis precisa tomar o comprimido diariamente por 15 dias e descansar outros 15 dias. Nesse caso, ele deve voltar a tomar as doses amanhã. “Estamos preocupados porque os médicos nos disseram que ele tem 90% de chance de cura com o remédio e 70% de chance de ir a óbito sem ele”, disse Sâmia.

Parentes e amigos estão apreensivos com o fim do prazo para Régis voltar a tomar o tretinoína. Como faz parte de um tipo de quimioterapia, não existem alternativas para o casal. O remédio não é vendido em farmácias comuns. “E, se fosse vendido, um frasco com 100 comprimidos custa em torno de R$ 1,3 mil. Essa quantidade é suficiente para nove dias”, conta a esposa. Há também denúncia de que faltam remédios para quem passa pelo tratamento contra o câncer de mama.

Compra

A Secretaria de Saúde informou, por meio da assessoria de imprensa, que alguns medicamentos para câncer estão em fase de compra. O processo deve ser concluído até o fim da semana, segundo e-mail enviado para a reportagem. “No caso específico da ‘tretinoína’, apesar de estar nessa lista para aquisição, a SES desconhece que algum paciente tenha ficado sem receber a dose”, afirmou a pasta, sem, no entanto, detalhar quais são os outros remédios e quando exatamente eles vão chegar.

Aumento de salário para servidores em discussão

Treze projetos de lei já foram aprovados pelo plenário - restam nove


Entre as carreiras que tiveram os reajustes salariais aprovados estão cirurgiões dentistas e assistentes sociais

Foram aprovados na Câmara Legislativa do Distrito Federal 13 projetos de lei – entre eles o aumento salarial para a carreira médica – enviados pelo Executivo, que concedem reajustes e outros benefícios a servidores do Distrito Federal. Outros nove projetos de lei seguem sob análise da Casa.

Entre os projetos aprovados na noite desta terça-feira (10/9) está o reajuste salarial de servidores doHemocentro, de auditoria e controle interno do Distrito Federal e procuradores e defensores públicos.

Os membros da mesa diretora foram convocados pelo presidente da Câmara, deputado Wasny de Roure (PT), para apresentar o projeto de resolução que confere, aos servidores da Casa dois reajustes. O primeirro, de 10%, em janeiro de 2014 e o segundo, de 6%, em janeiro de 2015.

A Câmara pretende votar os demais projetos até o final desta quarta-feira (11/9).

Veja a lista dos projetos de lei já aprovados no plenário

PL nº 1.370/2013 – Altera a Lei nº 4.895/2013, que dispõe sobre as diretrizes orçamentárias para o exercício financeiro de 2013

PL nº 1.589/2013 – reajusta salários de servidores da carreira atividades culturais

PL nº 1.593/2013 – reajusta tabela da carreira atividades penitenciárias
PL nº 1.597/2013 – reajusta vencimentos da carreira de cirurgiões dentistas
PL nº 1.598/2013 – reajusta vencimentos da carreira de fiscalização da limpeza urbana
PL nº 1.599/2013 – reajusta tabela de vencimentos da carreira de técnicos da gestão sustentável de resíduos sólidos
PL nº 1.600/2013 – reajusta tabela de vencimentos da carreiramédica
PL nº 1.602/2013 – reajusta o valor da pa rcela pecuniária paga aos servidores do ministério da saúde e da Fundação Nacional da Saúde cedidos ao GDF
PL nº 1.603/2013 - reajusta vencimentos da carreira planejamento e gestão urbana
PL nº 1.607/2013 – reajusta vencimentos da carreira assistência social (com várias emendas)

Servidor do Procon é preso por fraudes

A Polícia Civil do Distrito Federal prendeu na noite desta terça-feira , um servidor do Procon suspeito de cometer fraudes na internet com dados de clientes.


Felipe Masson Loureiro dos Reis,de 26 anos, atendente comissionado da unidade do Guará, foi preso em casa enquanto aguardava uma compra efetuada por meio de uma fraude.

Segundo informações do Delegado-chefe da 4° Delegacia de Polícia do Guará, Rodrigo Larizzati, o homem fazia cópia de documentos dos clientes, como cartão de crédito, CPF e RG e depois praticava fraude na internet utilizando-se desses dados. A última fraude registrada foi nesta segunda-feira, quando Felipe Masson comprou um produto em uma loja de suplemento alimentar utilizando os dados de uma cliente que procurou atendimento do órgão. 

A vítima, uma aposentada de 63 anos, suspeitou do golpe após receber uma notificação de uma operação feita pela internet, no valor de R$ 370. Logo em seguida entrou em contato com a loja e se dirigiu à delegacia para registar a queixa. "Ele fazia isso com uma certa frequência. Nós temos duas ocorrências formalmente registradas. Mas, informalmente ele disse que havia feito pelo menos umas cinco vezes, conta o delegado.

No dia 14 de junho de 2013, foi registrado um outra operação realizada pelo suspeito com os mesmos critérios de golpe. Com a cópia dos dados de um consumidor, foi efetuada uma compra de um aparelho celular no valor de R$ 2.730. A vítima recebeu a notificação da operação e comunicou a polícia sobre o caso.

Para o delegado, Rodrigo Larizzatti os consumidores devem ficar atentos para não se tornarem vítimas desse tipo de fraude. "O importante agora é a partir dessa operação identificar outras eventuais vítimas. Porque, infelizmente, tem gente que é vitima desse tipo de delito e não comunica", conclui o delegado.

O servidor será recolhido à unidade provisória e pode responder por estelionato consumado.

Servidor será exonerado

O Procon-DF informou que o servidor será exonerado e submetido a um processo administrativo para aplicação de penalidade.

Todas as medidas legais possíveis serão tomadas com o devido rigor para que esse episódio isolado não comprometa a imagem do corpo de servidores da autarquia, que, somente em 2012, realizou 144.324 atendimentos, número que demonstra a credibilidade depositada na entidade pelo cidadão do DF.

O Procon-DF reafirmou seu compromisso na defesa do consumidor e assegura que toda e qualquer suspeita de conduta irregular será combatida de forma rápida e com a devida apuração das responsabilidades.

segunda-feira, 2 de setembro de 2013

Obras irregulares são removidas no Paranoá

Ao todo, 260 servidores participaram da força-tarefa que resultou na derrubada de quatro edificações e mil metros de muro


O Comitê de Combate ao Uso Irregular do Solo removeu hoje, no Condomínio Estância Quintas da Alvorada, no Paranoá, quatro edificações, cinco fundações e mil metros lineares de muro, construções irregulares identificadas em fiscalizações feitas pelo órgão durante a última semana.

"Estamos cumprindo a determinação do governador de não deixarmos as invasões expandirem. Essa operação foi altamente positiva, feita com bastante planejamento", ressaltou o diretor de Operações da Secretaria de Ordem Pública e Social (Seops), Edval Assunção.

Participaram da derrubada 260 servidores de diferentes órgãos do governo local que, no início da operação, às 9h30, retiraram, ainda, 500 pneus que, segundo a Seops, seriam utilizados para a montagem de barricadas.

A pasta afirmou que não houve resistência por parte dos moradores, como na última operação realizada no mesmo condomínio, no dia 16 de agosto, quando 12 pessoas foram detidas por desacato.

O Condomínio Estância Quintas da Alvorada tem 18 hectares -equivalente a 18 campos de futebol- e não é uma área legalizada ou passível de regularização.
Segundo a Seops, o terreno não foi incluído no Plano Diretor de Ordenamento Teritorial (PDOT) de 2012, lei que, dentre outras coisas, diz quais áreas podem ou não receber adensamento populacional.
A pasta orienta os interessados a adquirirem somente terrenos legalizados. Para isso, o cidadão deve buscar informações sobre as áreas em cartórios, na Agência de Fiscalização e em outros órgãos do governo.