quinta-feira, 12 de setembro de 2013

Servidor do Procon é preso por fraudes

A Polícia Civil do Distrito Federal prendeu na noite desta terça-feira , um servidor do Procon suspeito de cometer fraudes na internet com dados de clientes.


Felipe Masson Loureiro dos Reis,de 26 anos, atendente comissionado da unidade do Guará, foi preso em casa enquanto aguardava uma compra efetuada por meio de uma fraude.

Segundo informações do Delegado-chefe da 4° Delegacia de Polícia do Guará, Rodrigo Larizzati, o homem fazia cópia de documentos dos clientes, como cartão de crédito, CPF e RG e depois praticava fraude na internet utilizando-se desses dados. A última fraude registrada foi nesta segunda-feira, quando Felipe Masson comprou um produto em uma loja de suplemento alimentar utilizando os dados de uma cliente que procurou atendimento do órgão. 

A vítima, uma aposentada de 63 anos, suspeitou do golpe após receber uma notificação de uma operação feita pela internet, no valor de R$ 370. Logo em seguida entrou em contato com a loja e se dirigiu à delegacia para registar a queixa. "Ele fazia isso com uma certa frequência. Nós temos duas ocorrências formalmente registradas. Mas, informalmente ele disse que havia feito pelo menos umas cinco vezes, conta o delegado.

No dia 14 de junho de 2013, foi registrado um outra operação realizada pelo suspeito com os mesmos critérios de golpe. Com a cópia dos dados de um consumidor, foi efetuada uma compra de um aparelho celular no valor de R$ 2.730. A vítima recebeu a notificação da operação e comunicou a polícia sobre o caso.

Para o delegado, Rodrigo Larizzatti os consumidores devem ficar atentos para não se tornarem vítimas desse tipo de fraude. "O importante agora é a partir dessa operação identificar outras eventuais vítimas. Porque, infelizmente, tem gente que é vitima desse tipo de delito e não comunica", conclui o delegado.

O servidor será recolhido à unidade provisória e pode responder por estelionato consumado.

Servidor será exonerado

O Procon-DF informou que o servidor será exonerado e submetido a um processo administrativo para aplicação de penalidade.

Todas as medidas legais possíveis serão tomadas com o devido rigor para que esse episódio isolado não comprometa a imagem do corpo de servidores da autarquia, que, somente em 2012, realizou 144.324 atendimentos, número que demonstra a credibilidade depositada na entidade pelo cidadão do DF.

O Procon-DF reafirmou seu compromisso na defesa do consumidor e assegura que toda e qualquer suspeita de conduta irregular será combatida de forma rápida e com a devida apuração das responsabilidades.

Nenhum comentário:

Postar um comentário