quinta-feira, 31 de outubro de 2013

Forças de segurança prendem 13 traficantes por dia no DF


Apenas entre janeiro e setembro deste ano, 2.840 criminosos foram tirados de circulação

Estudo divulgado hoje pela Secretaria de Segurança aponta uma médiade 13 traficantes presos por dia no DF durante os nove primeiros meses deste ano quando foram presos 2.840 pessoas acusadas do crime de tráfico de drogas.

"É preciso exaltar que o sucesso deste trabalho é fruto do esforço do policial militar e do policial civil que está na pronta do processo, cada um atuando na sua área mas sempre de forma integrada", destacou o o secretário de  Segurança Pública, Sandro Avelar. 

O balanço aponta, ainda, aumento no número de menores apreendidos nos primeiros nove meses deste ano – foram 933 crianças e adolescentes levados para delegacias especializadas por terem sido flagrados vendendo droga snas ruas do DF

Dos 2.497 presos no mesmo período do ano passado por esse tipo de crime, 708  eram menores. 

“Alcançamos um crescimento de 13,7% no número total prisões por tráfico de drogas entre menores e maiores de idade quando comparamos com os dados  do ano passado”, reforça o chefe da pasta. 

A produção policial vem batendo recordes históricos desde o ano passado  quando foi atingida a marca de 2, 5 mil armas e quase três toneladas de drogas  apreendidas.

quarta-feira, 23 de outubro de 2013

Plano operacional para o show do Aerosmith

Planejamento integrado dos órgãos de segurança do DF garante tranquilidade aos espectadores do show de rock. Portões serão abertos às 18h
 Nesta quarta-feira (23/10), os gritos de gol e o apoio das torcidas no Estádio Nacional de Brasília Mané Garrincha darão espaço às guitarras distorcidas e à voz de Steven Tyler, vocalista do Aerosmith. Um plano de segurança reforçado garantirá a tranquilidade dos fãs de rock, na primeira apresentação da banda norte-americana na capital federal.

A previsão é de que o show comece às 21h, com a banda britânica de hard rock Whitesnake. Os portões serão abertos três horas antes, às 18h. Para auxiliar os fãs, 15 orientadores de público ficarão posicionados nas entradas do estádio.



 
 
 
 

As linhas de ônibus que dão acesso ao Estádio Nacional de Brasília via Eixo Monumental funcionarão normalmente, e são uma opção para quem quiser assistir ao show. Quem for de carro deve optar pelos bolsões de estacionamento (confira os locais abaixo), como o do Parque da Cidade e do Palácio do Buriti. Equipes do Detran estarão nas proximidades do estádio para garantir a fluidez do trânsito e a travessia de pedestres.



Confira os detalhes da operação:
SEGURANÇA





Polícia Militar – No total, cerca de 300 homens atuarão nas áreas interna e externa do estádio. Serão 30 motocicletas, 24 viaturas e 4 bases comunitárias, além da estrutura voltada à organização do trânsito. Cerca de 170 policiais atuarão no acesso ao estádio, reforçando a segurança nos portões e nas catracas.
15 policiais da cavalaria estarão de prontidão. A cobertura policial também se estenderá aos bolsões de estacionamento.



Segurança privada - Mais de 400 agentes atuarão dentro e nas imediações do Mané Garrincha para reforçar a segurança. Os espectadores passarão por revista próxima às catracas de acesso. Será proibida a entrada com garrafas, latas, objetos pontiagudos, armas e  acessórios como soco inglês.



A entrada de câmeras fotográficas e filmadoras profissionais também é proibida. A organização do evento recomenda que se evite o uso de guarda-chuva - a opção são as capas impermeáveis. Pede-se também que o público evite o uso de mochilas, bolsas e sacolas, para facilitar a revista e o acesso à arena.



Assistência médica - Uma equipe privada de atendimento médico foi contratada especialmente para o evento. 30 brigadistas e 6 UTIs móveis estarão espalhados pela área interna do Mané Garrincha, para atender a qualquer emergência.



Polícia Civil – Todas as delegacias do DF estarão funcionando normalmente, com reforço de efetivo na 5ª DP, que fica próxima ao estádio. Agentes farão rondas veladas nas imediações do estádio para coibir a ação de eventuais infratores.



Detran –  Atuará com 20 agentes e 10 viaturas, entre veículos, empilhadeiras e guinchos, realizando bloqueios, controle do trânsito e fiscalização de estacionamentos.
MOBILIDADE URBANA



ESTACIONAMENTOS



- A dica é dar preferência ao transporte público ou vir andando. Metade do estacionamento do Estádio Nacional, voltado para a Torre de TV, será fechada para garantir o acesso do público. Os outros 50% estarão disponíveis aos motoristas.



- Recomenda-se o uso de estacionamentos próximos ao estádio em áreas como Funarte, Torre de TV, Clube do Choro e Centro de Convenções Ulysses Guimarães. Os bolsões de estacionamento do Parque da Cidade, Palácio do Buriti (anexo e praça), Ministério Público do DF e Territórios, Colégio Militar, Setores Hoteleiros Sul e Norte, Setores Comerciais Sul e Norte, Setor de Rádio e TV Sul e Norte poderão ser utilizados normalmente.



Preferenciais – O estacionamento norte, voltado para o autódromo, será destinado a pessoas com deficiência (PNEs) e idosos.



TRANSPORTE PÚBLICO



- As linhas que vêm das regiões administrativas e saem da Rodoviária do Plano Piloto funcionarão normalmente.



TÁXIS



- Haverá um ponto fixo em frente ao Centro de Convenções Ulysses Guimarães.



TRÂNSITO



- Todas as vias da área central de Brasília estarão liberadas.



- Haverá montagem de pontos de passagem de pedestres nas vias S1 e N1. (Próximo ao Centro de Convenções Ulysses Guimarães).



OBS: A via de contorno entre o Mané Garricha e o Autódromo terá sentido único, anti-horário, a partir das 23h, para facilitar a saída do público.



Bicicletas – Os ciclistas contarão com 200 vagas disponíveis no paraciclo instalado atrás do Centro de Convenções Ulysses Guimarães, próximo à Funarte.



FISCALIZAÇÃO



A Agência de Fiscalização do DF (Agefis) vai atuar nas imediações do Mané Garrincha com 80 agentes e 6 veículos. Equipes setorizadas e móveis vão evitar a ocupação de calçadas e áreas públicas por ambulantes, preservando a mobilidade e o acesso ao estádio. Os inspetores de limpeza urbana também atuarão a fim de evitar o descarte irregular de resíduos sólidos na área externa. Essas ações contarão com o apoio da Secretaria de Ordem Pública e Social (Seops) e da Polícia Militar.



segunda-feira, 21 de outubro de 2013

Ouvidoria Geral realizou quase 100.000 atendimentos este ano

Ouvidoria Geral do Distrito Federal (OGDF), unidade vinculada à Secretaria de Transparência e Controle (STC), encerrou o terceiro trimestre de 2013 com 32.703 atendimentos, 514 a mais que no trimestre passado, de acordo com o Relatório de Atividades divulgado nessa sexta. Somados todos os meses deste ano, foram contabilizadas 95.555 manifestações.



A Secretaria de Estado de Saúde continua na primeira posição entre as unidades e órgãos mais demandados: entre julho e setembro, foram registrados 7.737 atendimentos, o que corresponde a 23,66% do total. Em seguida vem o DFTrans, com 5.343 manifestações, ou 16,34% do total. O terceiro órgão mais acionado pela população foi a Novacap, que recebeu 2.776 manifestações, ou 8,49% do total.

Figuram, ainda, entre as áreas que mais receberam manifestações a Agefis, o Detran, o Metrô e a Caesb.

Do total de manifestações recebidas nos três últimos meses, os elogios aos serviços prestados pelo GDF correspondem a 3,11%. Nesse aspecto, foram recebidas 1.017 manifestações, um crescimento de 4,75% em relação ao trimestre anterior. O atendimento prestado pelos profissionais da Saúde foi o item mais elogiado (52,11%), seguido por elogio a funcionário de órgão ou unidade (14,55%).

De julho a setembro, as reclamações somaram 15.487, ou 47,36% do total. Esse índice confirma que o cidadão tem se preocupado em acionar a Ouvidoria para que os serviços sejam melhorados. Nesse item, foram citados com maior frequência o descumprimento dos horários do transporte público, a má conduta dos motoristas de ônibus e a falta de pontualidade do transporte.

A Ouvidoria de Combate à Corrupção, unidade especializada da OGDF, recebeu 30 manifestações. Em relação ao trimestre anterior, quando foram recebidas 42 manifestações, houve redução significativa de 28,57%. Os usuários enviaram informações sobre direcionamento do edital, irregularidade na licitação e modalidade de licitação inadequada.

Por outro lado, as solicitações somaram 12.395, ou 37,90% do total. Nesse aspecto, destacam-se as solicitações de poda de árvore, de agendamento de consulta e de operação tapa buraco nas vias.

As denúncias foram responsáveis por 2.548 manifestações – apenas 7,79% do total de atendimentos. Destacam-se nesse ponto a construção irregular de obras privadas e a invasão de áreas públicas.

PERFIL 

O Relatório de Atividades também indica que as mulheres foram as que mais acionaram a Ouvidoria. Elas realizaram 17.829 manifestações (54,52%), enquanto os homens aparecem em 13.315 atendimentos (40,71%).

O telefone foi o preferido dos cidadãos para contatar a Ouvidoria: ele foi utilizado por 62% dos usuários, enquanto a internet foi utilizada por 19%. O atendimento presencial, quando o cidadão vai pessoalmente à Ouvidoria, soma 13% das manifestações. Os demais meios – carta, e-mail, ofício, mídia, fax e denúncia (0800) – somaram, juntos, 6,23%.

A Ouvidoria é um canal de atendimento direto ao cidadão para que ele se manifeste apresentando denúncias, reclamações, sugestões ou elogios em relação aos serviços públicos, e também é o espaço adequado para viabilizar o acesso à informação pública. Atualmente, o Governo do Distrito Federal (GDF) mantém cerca de cem ouvidorias em funcionamento nos órgãos e unidades administrativas.

O secretário interino de Transparência, Mauro Noleto, destacou a importância desses dados para que os serviços públicos prestados pelo GDF sejam ainda melhores. "A Ouvidoria estabelece um canal direto com a população, para colher suas manifestações, críticas, solicitações de providências por parte dos órgãos do GDF, o que, por um lado, ajuda os gestores na execução das políticas públicas e, por outro, cria condições concretas para o exercício do controle social da Administração", afirmou.

A Ouvidora-Geral do DF, Vera Lúcia Coelho, destacou que o fator surpresa do Relatório de Atividades do último trimestre foi a ausência da Secretaria de Educação no ranking de órgãos mais demandados. "Isso, para nós, tem um grande significado. A Ouvidoria da Educação tem sido muito atuante, trabalhando para resolver as manifestações mais recorrentes e, assim, agindo de forma preventiva", elogiou.

A Ouvidoria pode ser contatada pelo telefone 162 e pela internet, por meio do endereço www.ouvidoria.df.gov.br. Se preferir o atendimento presencial, procure uma das Ouvidorias Especializadas localizadas nos órgãos e entidades do GDF.


segunda-feira, 7 de outubro de 2013

Caesb cria programa de negociação de dívidas com descontos de até 99%

Caesb cria programa de negociação de dívidas com descontos de até 99%

Iniciativa lançada neste mês prevê pagamentos à vista ou parcelados em até 36 meses
Os clientes da Caesb, que têm faturas não pagas até 31 de dezembro de 2012, poderão negociar as dívidas a partir de 1º de novembro pelo Programa de Recuperação de Dívidas (Recred), lançado neste mês e que oferecerá descontos de 60% a 99%.

A iniciativa – com vigência até 31 de dezembro deste ano – concederá abatimentos de até 99% para pagamento à vista e, a partir de 60%, para quem preferir parcelar o valor em 36 meses.

Na modalidade parcelado, além de uma entrada de 5% da dívida, incidirão correção monetária e juros de 0,5% ao mês.

De acordo com o regulamento do programa, dívidas contestadas também podem ser negociadas, desde que o devedor renuncie ou desista formalmente dos recursos impetrados.

Nas ações em fase de execução, as custas judiciais devem ser pagas antes da adesão ao programa.

Caso a ação judicial seja movida pela Caesb, a empresa solicitará a suspensão das ações de cobrança até o encerramento do Recred.

A parcela mínima para consumidores residenciais será de R$30 e dívidas de imóveis residenciais, classificados como rústicos, serão parceladas sem a incidência de juros.

Quem possui mais de uma fatura, vencida até 31 de dezembro de 2012, poderá escolher aquelas que serão pagas pelo do programa.

Interessados em aderir ao programa, devem se dirigir no período previsto em uma das unidades de atendimento da Caesb para assinar um Termo de Reconhecimento de Dívida.

Na ocasião, o cliente escolherá a forma de pagamento, que será homologada após o pagamento do montante à vista ou do valor relativo à entrada, no caso de parcelamento.

Confira as formas de parcelamento:

FORMA DE PAGAMENTO
DESCONTOS CONCEDIDOS
À vista
99%
Até 12 meses
90%
Até 18 meses
80%
Até 24 meses
70%
Até 36 meses
60%


terça-feira, 1 de outubro de 2013

Começam hoje as matrículas de novos alunos na rede pública

Matrícula para educação infantil e ensinos fundamental e médio vai até dia 23. Estudantes da EJA e com necessidades especiais têm outros prazos.



Começa nesta terça-feira (1º) e vai até 23 de outubro, o período de matrículas de novos alunos na rede pública de ensino do Distrito Federal. O resultado das inscrições estará disponível no dia 13 de dezembro, no site da Secretaria de Educação e nas coordenações regionais de ensino.

A inscrição dos novos alunos da Educação Infantil (4 e 5 anos), ensino fundamental e ensino médio pode ser realizada por meio do telematrícula, telefone 156, opção 2. Os responsáveis poderão, também, fazer a inscrição pela internet através do site da Secretaria de Educação.
Para fazer a matrícula, o responsável deverá fornecer, além do nome completo e data de nascimento, o CEP da residência ou trabalho do estudante.

Outros prazos

Para novos alunos da Educação de Jovens e Adulstos (EJA), o período de inscrição é de 24 a 31 de outubro e também poderá ser feito pelo telefone 156, opção 2. Nesse caso, os alunos escolhem a escola onde desejam estudar.

Para novos alunos com necessidades educacionais especiais, o período de inscrição vai de 7 a 22 de outubro. Os responsáveis deverão procurar a Gerência Regional de Planejamento, Acompanhamento e Avaliação Educacional nas Regionais de Ensino para fazer o agendamento da triagem